sexta-feira, 29 de outubro de 2010

=]

Amigo é amigo bem básico, eu os vivo e vivo com eles, não quero que digam um Eu te amo sem que ele seja exatamente verdadeiro, tenha um valor real.
Eu não consigo ser da minha época, sou antiga, vivo o amor que só existe quando cresce, quando aparece com sinceridade. Amor é algo que aparece com convivência, com carinho, com afeto.
Vivemos em um mundo onde ser falso é completamente natural, onde dizer que gosta de alguém pra ficar em um certo lugar é praticamente necessário.E que tipo de necessidade é essa? Ser aceito em um “grupo” de pessoas por uma capa, uma mascara? Que tipo de verdade é essa que fica guardada e embrulhada em um envelope onde ninguém nunca vai ser capaz de encontrar?
Ninguém mais é capaz de acreditar que seus sonhos são você? Que um sonho só é realmente sonho quando é capaz de existir?
Certo tipo de hipocrisia predomina, certo tipo de arrogância também.
Alguém ainda é capaz de aceitar as coisas como elas deveriam ser? Alguém ainda é capaz de viver retirando todos os rótulos?
Espero profundamente que sim.

Um comentário:

  1. Vitória, como sempre produzindo textos magníficos ... Parabéns!!

    ResponderExcluir